Rádios On-line
GRIPE A

Três Lagoas já tem quatro casos suspeitos do vírus A H1N1

Em todo Mato Grosso do Sul, foram registrados 127 casos notificados de influenza

21 ABR 2016 - 11h:31Por Ana Cristina Santos

Aumentou para quatro o número de casos suspeitos do vírus influenza A H1N1 em Três Lagoas. Até a semana passada eram dois casos notificados. Mas, conforme boletim epidemiológico da Secretaria Estadual der Saúde, divulgado nesta quarta-feira (20), o número de casos suspeitos dobrou. Um caso suspeito tinha sido descartado.

Em todo Mato Grosso do Sul, os números também vem aumentando.  Do início do ano até a semana passada, eram 127 casos notificados de influenza . Agora, os casos suspeitos da doença já chegam a 163 notificações, conforme consta no boletim epidemiológico. Desse total, 16 casos foram confirmados como vírus influenza A H1N1, e um como influenza B.

Três óbitos pelo vírus influenza A H1N1 foram registrados em Mato Grosso do Sul neste ano. Em 2009, foi o ano com maior mortes registradas no Estado pelo vírus, 29 ao todo.  Depois em 2014, com 21 óbitos.

Campo Grande é a cidade com maior número de casos notificados, 53 até agora. Desses, cinco confirmados. Seguida por Corumbá, com 42 casos suspeitos e um confirmado.

VÍRUS
O H1N1 é um vírus que causa doença respiratória aguda e altamente contagiosa. A doença tem sintomas semelhantes aos da gripe comum, como febre, dores no corpo, tosse, dor de cabeça, porém mais intensos. A maior gravidade da infecção pelo vírus influenza é a complicação como pneumonia e dificuldades respiratórias que podem levar à internação e até mesmo ao óbito.

O que popularmente ficou conhecida como "gripe A" é, na verdade, a gripe causada pelo vírus influenza A H1N1. Em 2009, o mundo enfrentou uma pandemia desta gripe, com grande repercussão na saúde das pessoas e sobrecarga da rede de serviços de saúde.

Outro vírus influenza A que também está circulando pelo mundo, inclusive em Mato Grosso do Sul, é o H3N2.  A vacina contra a gripe protege tanto contra o H1N1 como contra o H3N2, além de também oferecer proteção contra influenza B.
 
 

Deixe seu Comentário