Rádios On-line
EMPREGO

Três Lagoas perde quase mil postos de trabalho em agosto, segundo Caged

País fechou com saldo positivo na geração de empregos, mas Três Lagoas perdeu quase mil vagas de trabalho no mês passado

23 SET 2017 - 08h:25Por Ana Cristina Santos

Depois de fechar meses liderando o ranking dos municípios que mais contrataram em Mato Grosso do Sul, Três Lagoas foi a cidade que mais fechou postos de trabalho em agosto deste ano no Estado. Foram 994 vagas fechadas no mês passado. Os dados foram divulgados nesta semana pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

O resultado, pior registrado no município nos últimos meses, é reflexo do término das obras de construção da segunda linha da fábrica de celulose da Fibria em Três Lagoas, que entrou em operação no mês passado.

A obra de expansão da Fibria também foi a responsável pelo maior número de contratações ao longo dos últimos meses em Três Lagoas. Com a conclusão, as demissões e consequentemente o saldo negativo na geração de empregos pelo Caged, eram esperados. 

No mês passado, foram 1.597 contratações, contra 2.591 demissões- saldo negativo de 994 vagas. No acumulado de janeiro a agosto, foram 14.372 admissões, contra 16.115 demissões, saldo negativo de 1.743 vagas.

Nos últimos oito meses, a construção civil foi o setor que mais contratou, mas também o que mais demitiu. O setor fechou 1.069 postos de trabalho de janeiro a agosto deste ano. A indústria da transformação foi o segundo setor que mais demitiu no acumulado dos últimos oito meses, em Três Lagoas. Foram 741 vagas fechadas, seguido pela agropecuária com menos 468 postos de trabalho.

O setor de serviços fechou com saldo positivo no acumulado de janeiro a agosto deste ano. Foram 486 novos postos de trabalho abertos, seguido pelo comércio com 46 novas vagas.

ESTADO 
Depois de fechar meses com saldo negativo, Campo Grande foi a cidade que mais contratou no mês passado. A capital fechou com saldo positivo de 415 novas vagas, seguida por Dourados com 137 novos postos de trabalho abertos. Paranaíba foi a terceira que mais contratou. Foram 84 novas vagas de trabalho abertas em agosto.

BRASIL
O Brasil fechou o mês de agosto com um saldo positivo de 35.457 novos postos de trabalho, com crescimento de 0,09% em relação ao estoque do mês anterior. Esse foi o quinto mês consecutivo e o sexto do ano em que Caged registrou um número maior de contratações do que demissões.

O resultado positivo de agosto reflete a diferença entre 1.254.951 admissões e 1.219.494 desligamentos. No acumulado do ano, houve crescimento de 163.417 postos de trabalho, uma expansão de 0,43% em relação ao estoque de dezembro de 2016.

“Os números do Caged em agosto confirmam o processo de retomada gradual, mas firme e consistente da nossa economia, como resultado das medidas adotadas pelo governo para o País voltar aos trilhos do crescimento”, afirmou o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira.

Deixe seu Comentário