Rádios On-line

Três Lagoas terá ?Rede Petro? de fornecedores

Unidade de Fertilizantes de Três Lagoas será a maior da América Latina

13 ABR 2013 - 08h:40Por Redação

As micro e pequenas empresas interessadas em se tornarem fornecedoras da Petrobras ganharão mais uma ferramenta de aproximação. Conforme o Serviço Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) de Três Lagoas, deverá ser implantado, até o final deste ano, o projeto Rede Petro, em Mato Grosso do Sul.

A iniciativa, segundo o analista do Sebrae de Três Lagoas, Luiz Fernando Gimenes Nunes, visa criar uma interlocução entre a Petrobras, que terá duas unidades no município em 2014, (Termoelétrica e Unidade de Fertilizantes Nitrogenados) e empresários que sejam ou desejam ser fornecedores da estatal. Os pontos positivos da Rede Petro serão apresentados à classe empresarial de Três lagoas e região nesta segunda-feira, quando acontecerão duas palestras gratuitas a empresários interessados em conhecer a cadeia produtiva que envolve os setores de petróleo, gás e energia. O evento será realizado a partir das 19h, no auditório do Sebrae. 
Para isso, os participantes contarão com a presença de dois palestrantes: Aládio de Souza, consultor técnico da empresa petrolífera e gestor do projeto Petrobras-Sebrae em Sergipe, que irá mostrar como a iniciativa transformou a realidade da região e a coordenadora executiva da Rede Petro Brasil, Ana Maria Mendonça, que falará sobre o movimento de integração e articulação formado hoje por 18 Redes Petro locais. Elas representam empresas brasileiras de todos os portes, fornecedoras da cadeia produtiva de petróleo, gás e energia; além de instituições e empresas âncoras, estratégicas do setor. Entre os principais objetivos do projeto estão o aumento da competitividade dos participantes no mercado e a viabilização do fechamento de negócios.  

“Esta palestra, assim como a Rede Petro, faz parte de uma ação muito maior desenvolvida pelo Sebrae, em parceria com a Petrobras. O objetivo é qualificar o empreendedor para que ele se torne um fornecedor”, disse.

PROGRAMA
O Programa de Cadeia Produtiva Petróleo, Gás e Energia, lançado em 2011, visa qualificar 120 empresas de Três Lagoas para se tornarem fornecedoras da UFN-III. Desse total, segundo Gimenes, algumas já são fornecedoras da empresa e outras têm esse mesmo interesse. “Esse grupo de empresas vem sendo qualificado há algum tempo. São palestras, consultorias, rodadas de negócio e uma série de ações para prepará-las para fornecerem à estatal de forma direta ou indireta”, completou o analista. Entre as empresas participantes, estão gráficas, lojas de material de escritório, de construção etc.

A expectativa é de que, em Mato Grosso do Sul, a Rede Petro seja constituída por cerca de 15 a 20 empresas. “Os empresários dessa rede irão se reunir para discutir mecanismos de crescimento e realizar a interlocução entre a empresa [Petrobras] e os fornecedores. Eles podem até se formalizar e ter CNPJ próprios. Mas isso varia de estado para estado”, concluiu.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13