Rádios On-line
Caminhão de Prêmios Urna Interna
TÁ NA LISTA

Três-lagoenses revelam 'promessas' para 2018; especialista dá dicas para cumprir

A dica é subdividir a meta em pequeno, médio e longo prazo, segundo psicóloga

1 JAN 2018 - 07h:00Por Kelly Martins

Novo emprego, ser feliz, comprar um carro, ter mais saúde. São algumas “promessas” reveladas ao JPNEWS por pessoas que já prepararam a tradicional listinha de desejos para 2018. Isso porque com a chegada de um novo ano, a esperança se renova e a expectativa para as realizações também. Serão 365 dias para idealizar projetos, prever conquistas e ainda rever aquele sonho que não foi possível realizar.

A equipe de reportagem foi às ruas de Três Lagoas saber o que a população já promete para este ano que acaba de começar. Na lista tem até aposentadoria. Com um giz na mão e uma lousa o bancário Sérgio Alves Delite, escreveu que esse é o desejo e garantiu que a principal meta para este mês é dar entrada nos documentos. “Esse é o meu grande sonho. O primeiro da lista”, contou.

O estudante Fernando Pêra revelou que o objetivo para 2018 é conseguir um emprego na área de informática. Atualmente ele trabalha em outro setor e busca encontrar uma vaga no perfil de formação.

Com um giz e uma lousa nas mãos, o estudante Fernando Pêra disse que quer trabalhar na área de formação. Foto: Hugo Leal/JPNEWS

Já a estudante Alice Dias não hesitou ao declarar o que pretende cumprir nos próximos 12 meses. “Eu quero ser tão feliz em 2018, como eu fui em 2017. Vou fazer de tudo para que isso ocorra. É tudo o que eu desejo”, disse.

Mas não é preciso muita força de vontade e planejamento para que as “promessas” feitas no início do ano sejam cumpridas. É o que avalia a psicóloga Cristiane Leduc, que reforça a importância de se fazer projeções a curto, médio e longo prazo.

“Fim de ano é um marco. Termina uma fase e começa outra. Então é importante parar um momento da nossa vida refletir, pois, temos tantas coisas que queremos realizar e não conseguimos, muitas vezes, pela falta de tempo. Mas não é falta de tempo e, sim, organização e planejamento”, observa a psicóloga.

O sonho do bancário Sérgio é se aposentar em 2018. Foto: Hugo Leal/JPNEWS

Dicas

A profissional reforça que é importante, inicialmente, repensar sobre o grau de satisfação da vida pessoal, profissional, espiritual e familiar. Após isso, é necessário começar a planejar as mudanças e coloca-las no papel. “Se ficar só no nível de pensamento, fica só no desejo, vontade, que acaba se perdendo ao longo do caminho”, pontuou Leduc.

Segundo ela, a pessoa deve escrever em um papel todas as promessas, com os períodos ou datas para que sejam cumpridas. “Agora, é pensar como eu conseguir concretizar o meu desejo. Se for comprar um carro, por exemplo. A pessoa tem que analisar o que ela precisa para obter o veículo. Ganhar? Conseguir uma renda extra? Posso pagar a parcela até quanto? E definir qual a data que ela quer estar com o carro na garagem”, reforçou a psicóloga.

Outra dica é colocar essa lista em um local visível. “Cole na parede, no espelho, no guarda-roupa. Tem que ser em um local que a pessoa vai ver constantemente para que os pedidos não fiquem esquecidos em algum canto”. 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13