Rádios On-line
TROCA DE PARTIDO

Troca-troca: ainda dá tempo

Leia essa e outras notas na Coluna Observatório

7 MAR 2020 - 07h:54Por Redação

TROCA- TROCA
Os vereadores que pretendem disputar a reeleição ou as prefeituras podem mudar de partido sem sofrerem nenhuma punição da legenda. É que nesta semana iniciou o prazo da chamada janela partidária, que termina dia 3 de abril. Em Três Lagoas, PSDB, DEM e MDB devem ser os partidos a receber o maior número de vereadores.

PODER
O vice-governador Murilo Zauith, que acumula ainda a presidência estadual do Democratas e a Secretaria de Estado de Infraestrutura, acumula nas mãos o controle do principal aliado do PSDB e o maior orçamento de investimentos do Governo do Estado. Poder suficiente para ampliar influência em decisões como escolha de candidatos a prefeito vice e formação de alianças nos principais colégios eleitorais do Estado. E não está disposto a abrir mão disso. Já começou a mover as peças.

CRISE DE IDENTIDADE
Há quem atribua ao deputado estadual Capitão Contar (PSL) uma crise de identidade política que lhe tem limitado os movimentos mais recentes. Filiado ao PSL, hoje partido adversário do presidente Jair Bolsonaro, talvez preferisse caminhar na direção do futuro Aliança. Como, no entanto, brigou com seu colega deputado Coronal Davi que chegou mais cedo e está bebendo a água limpa do futuro partido, está praticamente obrigado a continuar sob o comando da senadora Soraya Thronicke (PSL-MS). E consta, inclusive que se falam cada vez menos.

SEGUNDO TURNO
Os pré-candidatos a prefeito da Capital Esacheu Nascimento e Marcelo Bluma, os primeiros entrevistados da rádio CBN Campo Grande, no projeto Eleições 2020, têm como ponto de vista comum a certeza de que a disputa será decidida em dois turnos.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13