Rádios On-line
DATERRA QUER ALUGAR MOBILE
TERMOELÉTRICA ONÇA PINTADA

Usina de biomassa é retomada com 170 trabalhadores e fica pronta em dezembro

Projeto de usina de ‘energia limpa’ é retomado após pedido da Agência Nacional de Energia Elétrica

30 MAI 2020 - 09h:00Por Ana Cristina Santos

A obra de construção da Usina Termoelétrica Onça Pintada, em Três Lagoas, que pertence a empresa de celulose Eldorado Brasil, controlada pela J&F Investimentos e pela Paper Excellence, foram retomadas nesta semana, após paralisação por dois meses, devido a pandemia da covid-19. O projeto da usina consiste no aproveitamento dos recursos florestais da empresa, os cavacos de eucalipto,  que serão fontes de receitas na produção e comercialização da energia.

A paralisação da obra ocorreu para evitar aglomeração de trabalhadores, e consequentemente, de possíveis casos do novo coronavírus. Na semana passada, representantes da Eldorado Brasil estiveram reunidos com representantes da prefeitura para discutir a retomada do projeto, que ocorre com medidas de segurança.

Além de uma equipe médica preparada, os ônibus que atendem os funcionários da empresa também têm que estar dentro das normas, com apenas 50% de poltronas ocupadas, demarcadas e higienizadas. Os colaboradores têm que seguir normas rígidas de higiene e também de isolamento fora do ambiente de trabalho, não podendo comparecer a festas, por exemplo. 

A obra, que antes contava com mais de 600 colaboradores de empresas terceirizadas, agora terá início com apenas 170, para evitar aglomerações.

O prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB) destacou que, a administração municipal está atenta para que o comércio e a indústria sigam as normas de segurança e cumpram todas as recomendações dos decretos que regulamentaram o funcionamento desses estabelecimentos nesse período de pandemia da Covid-19.

Segundo o gerente de Pessoas e Serviços da Eldorado Brasil, Alberto Rodolfo Pius, a obra foi retomada após pedido da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A usina vai disponibilizar 50 MWh (megawatts hora) de energia elétrica para o sistema nacional.Em termos comparativos, essa geração tem capacidade para abastecer uma cidade de aproximadamente 300 mil habitantes, ou o equivalente a quase três cidades do tamanho de Três Lagoas.

O investimento do projeto é de R$ 328 milhões. A previsão é de que as obras sejam concluídas em dezembro deste ano, com a operação da usina em janeiro de 2021.  

De acordo com edital de leilão publicado pelo governo federal, em 2016, a Aneel  pagará R$ 251 por megawatt produzido em usinas movidas por biomassa - negócio viável para a Eldorado, que completa ciclo de 100% de aproveitamento do cultivo de eucalipto no Estado.

Inicialmente, o empreendimento seria instalado em Selvíria, a 70 quilômetros de Três Lagoas. Entretanto, estudos apontaram que o ideal seria a usina dentro do site industrial da empresa de celulose.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13