Rádios On-line

Vacinação contra Gripe começa nas Unidades Básicas de Saúde

A vacina estará disponível em todas as Unidades, na segunda-feira (15), e começará a ser aplicada à população no período da tarde do mesmo dia

12 ABR 2013 - 11h:37Por Redação

A Prefeitura de Três Lagoas, por meio do Setor de Imunização, da Secretaria Municipal de Saúde, deverá iniciar a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe Influenza, em todas as Unidades Básicas de Saúde, no período da tarde de segunda-feira (15).

As doses da vacina começarão a ser distribuídas às Unidades de Saúde, no período da manhã de segunda-feira, “para que à tarde tudo esteja pronto para o início da Campanha Nacional de Vacinação, que se estende até o dia 26”, informou a enfermeira Elenilsa de Paula, do Setor de Imunização, da Secretaria Municipal de Saúde.

“Nossa população não precisa se apavorar, porque os dias da Campanha são muitos e tem vacina suficiente para atender a todas as pessoas que têm direito a ser vacinadas”, recomendou.

Além do período normal da Campanha, a ser iniciada na segunda-feira e que se estende até dia 26, em todas as Unidades de Saúde, “também iremos participar do ‘Dia D’, Dia de Mobilização Nacional da Campanha, no dia 20, no sábado, como acontece em todos os municípios do Brasil, das 8h às 17h”, observou Elenilsa

GRUPO PRIORITÁRIO
Para a Campanha contra a Gripe, neste ano de 2013, o grupo prioritário de vacinação, estabelecido pelo Ministério da Saúde, compreenderá as seguintes pessoas: crianças de 6 meses a 2 anos de idade; gestantes, independente da idade gestacional (meses de gravidez); mulheres no período puerpério, até 45 dias após o parto; pessoas com 60 anos de idade ou mais; trabalhadores da Saúde que atuam nos serviços de referência para Influenza; população privada de liberdade (população prisional); e, neste ano, estendida também às pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições que possam favorecer o surgimento de casos graves de gripe influenza.

RECEITA MÉDICA
O Ministério da Saúde, nesta Campanha de 2013, estendeu a vacina a todas as pessoas portadoras de doenças crônicas e outras condições clínicas. No entanto, para garantia do próprio paciente, essas pessoas portadoras de morbidades crônicas deverão apresentar receita médica, “segundo a indicação clínica, de acordo com a categoria de risco individual, para poderem receber a vacina”, explicou a coordenadora do Setor de Imunização, enfermeira Humberta Azambuja. 

A receita pode ser prescrita por médico particular ou da rede pública, mas “é obrigatório levar essa receita, que deve ser providenciada com antecedência para evitar filas ou correr o risco de perder a oportunidade da vacina”, orientou Humberta.(Com informações da Assessoria de omunicaçãod a Prefeitura)

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13