Rádios On-line
8938
Pantanal Mobile
TRêS LAGOAS

Venda da UFN 3 se afunila e empresas interessadas serão conhecidas dia 23

Empresa russa Acron Group estaria à frente de outros grupos na compra pela fábrica de fertilizantes

14 MAR 2018 - 06h:59Por Ana Cristina Santos

A venda da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN 3) da Petrobras, em Três Lagoas, está em processo de afunilamento e deve ser concluído até o próximo mês, com a definição da empresa vencedora de licitação aberta em setembro do ano passado.

Na próxima sexta-feira (23), as empresas interessadas na compra da fábrica apresentam a proposta vinculante e precisam se enquadrar em requisitos previstos no edital de licitação, segundo o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaime Verruck.

Em dezembro do ano passado foi iniciada a fase vinculante do processo de alienação integral da Petrobras na participação acionária nas fábricas de fertilizantes de Três Lagoas e do Paraná, que estão à venda no mesmo pacote.

Nesta etapa do processo, grupos empresariais habilitados pela estatal receberam cartas-convite com instruções detalhadas sobre o processo de desinvestimento, incluindo as orientações para a realização de diligências e para o envio de propostas. De acordo com a Petrobras, o processo está em consonância com a sistemática para desinvestimentos, conforme alinhamento com Tribunal de Contas da União (TCU).

Pelos menos seis empresas estariam interessadas na compra da fábrica. No entanto, conforme divulgado pelo JPNews, a empresa russa Acron Group estaria à frente de outros grupos da China e da Noruega, que também teriam interesse na fábrica.

Os russos já estiveram em Três Lagoas conversando com o prefeito de Três Lagoas, Ângelo Guerreiro (PSDB), e com representantes do governo do Estado para tratar de incentivos fiscais da retomada da obra.

Também iniciaram negociação com a Petrobras e a prefeitura sobre a prorrogação do prazo de conclusão da obra, que termina dia 27 deste mês. A lei de doação da área prevê que, se a fábrica não for concluída no prazo, o terreno voltará para o município com todos os investimentos realizados. A UFN 3, paralisada em dezembro de 2014, tem 82% do projeto executado e custou R$ 3 bilhões.

A prefeitura e o governo estadual defendem a manutenção dos incentivos fiscais para o novo dono da fábrica.

Deixe seu Comentário

JORNAL DO POVO MOBILE

TVC Canal 13

TVC