Rádios On-line
REAJUSTE

Viagens intermunicipais ficam 5,35% mais caras em Mato Grosso do Sul

Valor da passagem de Três Lagoas a Campo Grande, por exemplo, custará R$ 78,20

21 MAR 2017 - 15h:00Por Ana Cristina Santos

A partir de 1º de abril, as viagens intermunicipais ficam mais caras em Mato Grosso do Sul.  No próximo mês, entra em vigor o reajuste de 5,35% no serviço de transporte rodoviário intermunicipal de passageiros. O valor da passagem de Três Lagoas a Campo Grande, por exemplo, custará R$ 78,20.

A portaria nº 143, com o índice, foi publicada no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (21) pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan), levando em consideração a evolução do IPCA-IBGE nos últimos doze meses.

O valor mínimo de uma passagem intermunicipal é hoje de R$ 8,20, exceto nas cinco linhas chamadas locais, entre municípios limítrofes, como Corumbá-Ladário. Nesses casos, o valor é de R$ 3,70. Nas ligações que ofereçam padrões de serviço diferenciado do convencional – executivo ou leito – o coeficiente pode ter incremento de até 20%.

De acordo com a agência, a definição foi precedida de estudo técnico elaborado pela diretoria de Transportes, e as informações foram disponibilizadas para conhecimento público por meio de consulta e audiência pública no mês de março. “O IPCA-IBGE é o índice de correção previsto na legislação vigente. O reajuste a ser aplicado trata-se de uma atualização anual da recomposição de custos, com base na variação inflacionária”, explica o diretor da Agepan, Ayrton Rodrigues.

Segundo a agência, o sistema de transporte intermunicipal em Mato Grosso do Sul conta hoje com 182 linhas, operadas por 24 empresas e 53 operadores autônomos autorizados (popularmente chamado vanzeiros).

 Em 2016, conforme a Agepan, cerca de 4 milhões de passageiros viajaram por essas linhas. O número de veículos rodando pelas estradas estaduais no transporte público soma 584, sendo 541 ônibus e micro-ônibus das empresas e 53 dos autônomos.

 

Deixe seu Comentário