Rádios On-line
9247
VIOLêNCIA DOMÉSTICA

Vítima de agressões leva filha para vacinar e pede ajuda em posto de saúde

Mulher era mantida em cárcere privado e era agredida constantemente pelo marido

22 NOV 2019 - 16h:35Por Tatiane Simon

Uma mulher de 39 anos, vítima de violência doméstica e cárcere privado, teve ajuda de funcionários de um posto de saúde para escapar das agressões que sofre do próprio marido. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, a vítima levou a filha, de nove meses, à unidade de saúde para ser vacinada. O marido, suposto agressor, acompanhou mãe e filha. Quando a vítima conseguiu ficar à sós com uma funcionária, revelou ser alvo de agressões físicas e que é mantida trancada em casa. Ela também informou o endereço da casa.

Após a família deixar o posto de saúde, a funcionária acionou a PM e uma equipe da Promuse (Programa Mulher Segura da Polícia Militar) foi à casa da vítima. No local, encontraram o imóvel todo trancado com cadeados nos portões e janelas trancadas por dentro. Os PMs pularam o muro e a vítima conseguiu abrir a uma das portas da casa. A mulher revelou que na noite anterior havia escondido a chave do marido sem que ele percebesse.

À PM, a vítima disse que, constantemente, é ameaçada pelo marido e sofre agressões físicas. Ela chegou a mostrar lesões no braço direito. A mulher revelou ainda que é mantida presa em casa com a filha e que o marido leva todos os documentos pessoais da esposa e da criança como forma de impedi-la de fugir.

A equipe policial foi ao local de trabalho do suspeito. Ele foi detido e levado para a DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher).

Denuncie

A PM tem uma equipe que trabalha especificamente no combate à violência contra a mulher através do programa Promuse. As denúncias podem ser feitas pelo telefone 190 ou pelo (67)99927-3099, que também é contato de WhatsApp.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13