Rádios On-line
8995
Nova Estrela 0603
PROTEÇÃO

Vítimas de violência terão aula de defesa pessoal

Além de medidas protetivas, mulheres poderão se defender através da luta

8 SET 2019 - 07h:00Por Kelly Martins

Muitas mulheres em Três Lagoas sabem exatamente como é o susto de passar por uma situação de agressão no momento em que pensavam estar vivendo uma história que deveria ser de amor. Outras carregam marcas deixadas pela violência física, verbal e emocional.

O número de violência doméstica aumenta a cada ano na cidade e para tentar garantir a segurança das vítimas, o 2º Batalhão da Polícia Militar elabora um projeto que visa oferecer luta de defesa pessoal para as mulheres que conseguiram obter medida protetiva na Justiça.  

As aulas serão ministradas por policiais militares que já passaram por um treinamento específico e que são professores de defesa pessoal. O objetivo é que o projeto inicie ainda neste ano. “É um projeto que é nível de estado e vai oferecer as aulas em diversas cidades por meio da Polícia Militar às vítimas que estão com medidas protetivas. Também vamos realizar uma visita às vítimas de violência doméstica, com o intuito de verificar se essa medida está sendo efetiva ou não. Se encontrarmos o agressor em uma das residências, por exemplo, ele será levado para a delegacia por quebra da medida protetiva”, explicou o comandante da PM, tenente-coronel Ênio de Souza. 

Além da luta de autodefesa, as mulheres também vão contar com palestras e outras atividades. Para isso, um novo espaço anexo ao 2º Batalhão está sendo construído e contará com diversas salas. A obra foi possível, segundo o comandante, por meio de um recurso no valor de R$ 100 mil da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública).

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13