Rádios On-line

Workshop Vida no Trânsito visa diminuir gastos com a saúde

Ideia é trabalhar a prevenção e intensificar as fiscalizações para reduzir o número de acidentes

22 FEV 2013 - 07h:59Por Arthur Freire/JP

Acontece hoje em Três Lagoas o encerramento do III Workshop Vida no Trânsito. O evento, que teve início na quarta-feira, é realizado pela Secretaria Estadual de Saúde em parceria com o Detran de Mato Grosso do Sul. Durante os três dias do evento, foram abordados vários assuntos relacionados ao trânsito. O objetivo é diminuir os índices de acidentes e, consequentemente, o impacto que um acidentado causa no orçamento da Saúde.

De acordo com a gerente técnica da Secretaria Estadual de Saúde, Susana Martins, o workshop faz parte do projeto “Vida no Trânsito”, criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Fundação Bloomberg, financiado pelo Ministério da Saúde e executado pela Secretaria Estadual de Saúde.

Em Mato Grosso do Sul, o projeto será executado em apenas três municípios: Três Lagoas, Dourados e Corumbá. Suzana disse que o projeto visa levar conhecimento técnico-científico para os profissionais que atuam no trânsito nos municípios com mais de 100 mil habitantes, onde tem sido registrada uma grande quantidade de acidentes.

A ideia, de acordo com ela, é trabalhar a prevenção e intensificar as fiscalizações para que ocorra uma redução no número de acidentes de trânsito e nos gastos que uma vítima pode causar ao orçamento da Saúde. Ela não soube precisar números, mas disse que o custo é alto.

O Hospital Auxiliadora de Três Lagoas também não tem um valor exato sobre os custos para a instituição, já que existem outros fatores, como a gravidade do acidente. A pessoa sofre um acidente, por exemplo, e descobre que está com outra doença ou então acaba desenvolvendo outro agravo. Existem outras consequências em razão do acidente.

DADOS
O Hospital Auxiliadora informou que neste ano foram registrados 91 acidentes de trânsito. Em 2012, de acordo com dados do Departamento Municipal de Trânsito, foram registrados 1.652 acidentes com vítimas no perímetro urbano de Três Lagoas e 27 com vítimas fatais. Em 2011, foram 34 mortes.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, a violência no trânsito é uma das principais causas de mortalidade no país. Conforme o relatório divulgado no ano passado pelo Ministério, foram gastos no país mais de R$ 200 milhões com 155 mil internações ocorridas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em relação aos acidentes contabilizados em 2011.

Em Mato Grosso do Sul, os gastos chegaram a R$ 1,9 milhão com 2.137 internações pelo SUS. “Os dados sobre mortalidade mostram que o impacto causado por um acidente de trânsito é grande para o orçamento da saúde. Por isso, temos que fazer esse trabalho de prevenção e fiscalização”, destacou a gerente técnica da Secretaria Estadual de Saúde.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13