Rádios On-line
11558
FEMINISMO

10 termos do feminismo que você precisa entender

Sororidade, empoderamento, patriarcado, sexismo...você com certeza já ouviu essa

5 AGO 2019 - 16h:59Por Redação

Nunca se falou tanto em feminismo como nos últimos anos. Isso é ótimo, pois permitiu que o termo ficasse mais popular entre as mulheres, trazendo assim muito debate sobre o assunto. Diversas famosas também levantaram a bandeira de feministas e nós aqui do Purebreak aplaudimos!

Você com certeza deve ter uma amiga que torce o nariz dizendo que não é feminista, mas provavelmente ela defende tudo que o movimento prega, né? O problema é que com tanta popularidade, as definições ficaram confusas e até distorcidas. O que você precisa ter na cabeça é que feminismo é, em sua essência, a luta pela igualdade de gêneros, ou melhor, a equidade de gêneros.

Junto do termo, "surgiram" outras palavras do mundo feminista, principalmente aquelas em inglês, mas que nem todos estão familiarizados: empoderamento, misoginia, sexismo... a gente explica tudo!

Sororidade: é uma união entre as mulheres com base na empatia, solidariedade e respeito. Esse conceito quebra a ideia que as mulheres são rivais por natureza. É como uma rede de apoio, mas lembre-se que não vale ter só sororidade com suas amigas e apenas quando convém, ok?

Objetificação: o termo costuma ser utilizado em referência à objetificação sexual feminina. Vamos dar exemplos, ok? Quando mulheres são reduzidas aos seus seios e outros atributos físicos, excluindo o que pensam e carregam dentro de si, elas estão sendo objetificadas. Quando uma propaganda mostra apenas as mulheres como um objeto de prazer dos homens, elas são objetificadas também.

Empoderamento: essa palavra talvez seja umas das mais conhecidas, né? Ela é usada em referência à tomada de consciência coletiva, com ações para fortalecer as mulheres e desenvolver a equidade de gênero. O verbo "empoderar" foi essencial para as mulheres entenderem mais sobre o feminismo.

Cultura do estupro: você com certeza já leu muitas notícias de estupro. Isso tem uma explicação: a cultura do estupro. Basicamente, vivemos em uma cultura que sempre joga a culpa na mulher – mesmo quando ela é a vítima! É comum ouvir "é isso que acontece quando você fica bêbada", "ninguém mandou usar essa saia curta", etc. Tudo isso construiu a cultura de estupro.

Patriarcado: é o sistema sociopolítico em que vivemos, onde os homens adultos, brancos e heterossexuais estão sempre no poder (em sua maioria). Eles predominam posições de liderança, autoridade e têm muitos privilégios.

Feminicídio: resumindo e indo direto ao ponto, é o crime contra a mulher em função do seu sexo. Sim, existe um crime específico para isso. É um crime de ódio contra mulheres e meninas pelo simples fato de elas serem mulheres ou meninas.

Feminazi: a palavra é usada como insulto e geralmente por pessoas que querem criticar o movimento feminista e, claro, as feministas.

Sexismo: a palavra é utilizada para descriminar ambos os sexos, porém práticas sexistas afetam principalmente as mulheres por tudo isso que falamos acima. É muito sexista, por exemplo, dizer que uma mulher não sabe dirigir ou que ela não pode dar opiniões porque é mulher.

Misoginia: é o ódio ou aversão a mulheres. Exemplos: violência machista, a discriminação, a marginalização e a objetificação sexual são também formas de misoginia.

Misandria: atualmente, é bem utilizado como ironia para evidenciar discursos misóginos e machistas. Mas a palavra significa o discurso de ódio contra os homens.

Fonte: Purebreak

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13