Rádios On-line
SAúDE

4 hábitos que você tem na hora do treino (mas deveria parar)

Abandonar esses vícios fitness vai resguardar sua saúde e turbinar a performance

16 DEZ 2017 - 06h:00Por Redação

1. Alongar para evitar lesões

Apesar de parecer uma boa ideia, alongar os músculos antes da sessão de treino não traz aquele efeito positivo que muita gente acredita, especialmente no que diz respeito à prevenção de lesões. “Antes ou depois da atividade física, o alongamento não é capaz de evitar lesões nem de aumentar a amplitude articular”, explica Sandro Barone, coordenador técnico da Bodytech Pátio Paulista, em São Paulo. O correto é, na verdade, aquecer antes de partir para a prática. Se for correr, inicie com uma caminhada progressiva até chegar à velocidade desejada. Caso sua praia seja a musculação, comece o treino com cargas 50% mais leves do que você geralmente puxa.

2. Correr na areia (ou na grama)

Você já deve ter ouvido falar que correr em superfícies macias é a solução ideal para quem quer resguardar as articulações. Acontece que é preciso muita preparação e acompanhamento profissional para que essa tática funcione, caso contrário, ela pode sair pela culatra. “Superfícies irregulares, como areia e grama, aumentam a probabilidade de luxações na região do tornozelo e de lesões articulares nos joelhos”, alerta Sandro. Por isso, prefira dar uma volta na rua mesmo ou aposte na boa e velha esteira.

3. Fazer exercícios em dias muito quentes

Tem gente que adora praticar atividades físicas quando os termômetros disparam por achar que a temperatura alta estimula o corpo a gastar mais calorias. A verdade é que o calor só faz com que sua frequência cardíaca e transpiração aumentem, mas não é suficiente para elevar o gasto de energia de uma maneira expressiva. Para turbinar a queima calórica, ignore a previsão e aumente a intensidade do treino. Complemente sua leitura: A Mongeral Aegon te ensina 7 cuidados essenciais para manter a saúde em dia Patrocinado 

4. Ficar só na água

Para atividades do dia a dia e treinos rotineiros a bebida é suficiente para garantir a hidratação, mas se você estiver participando de um triátlon ou maratona (ou exercícios com mais de uma hora de duração), lance mão de bebidas isotônicas. “Quando o gasto energético é extenuante, é preciso fazer uma reposição hídrica e de carboidratos”, conta Sandro.

(mdemulher)

Deixe seu Comentário