Rádios On-line
7919
PELE

5 mitos e verdades sobre proteção solar para a pele negra

É necessário usar filtro solar diariamente? A exposição ao sol pode causar manchas? Especialistas explicam tudo.

9 NOV 2018 - 07h:35Por Redação

Um assunto que nunca se encerra, especialmente em um país tropical como o Brasil, é a necessidade do uso de protetor solar para preservar a pele contra os raios ultravioletas do sol, nocivos e causadores de doenças como o câncer. Mas, ainda assim, há quem considere que a pele negra não precise de tanto cuidado ou que tenha “licenças” especiais.

Spoiler: não tem nenhuma licença, não. A proteção solar é obrigatória para todas as pessoas estarem com a pele sempre saudável e bonita, independentemente do tom.

A seguir, as médicas dermatologistas Emily Alvernaz (da clínica Goa-RJ) e Rachel Rosado esclarecem os principais mitos e verdades sobre a proteção solar para a pele negra.

A pele negra é mais resistente e, por isso, não precisa de proteção solar

MITO. Apesar de ser mais resistente, por possuir maior concentração do pigmento melanina, a pele negra não está imune às alterações no DNA das células causadas pelos raios ultravioletas do sol (que podem levar ao câncer de pele, ao envelhecimento precoce da pele, às manchas e a variadas doenças cutâneas). Portanto, o filtro solar é indispensável todos os dias – faça sol ou faça chuva, pois os raios UVA e UVB ultrapassam as nuvens e atacam a pele independentemente do clima e da temperatura aqui embaixo.

Quem tem pele negra não precisa reaplicar o protetor solar com tanta frequência quanto quem tem pele branca

MITO. O filtro solar deve ser aplicado pela manhã, antes de sair de casa para enfrentar as tarefas do dia, e reaplicado no início da tarde. Isso vale para os dias de trabalho e afazeres formais. Quando você estiver exposta ao sol continuamente – seja na praia ou na piscina ou mesmo em um dia de trabalho ao ar livre –, ele deve ser reaplicado a cada duas ou três horas, de acordo com as recomendações do fabricante. Isso independe do tom da pele.

Tomar sol sem proteção solar pode causar manchas na pele negra

VERDADE. Pele negra pode ter melasma e hipercromia pós-inflamatória (pós-acne ou cicatrização) causadas pelo sol, e elas inclusive são mais resistentes aos tratamentos dermatológicos do que as manchas da pele branca. Só as manchinhas de sol amarronzadas e as sardas não são comuns nas peles negras mais escuras – mas fique atenta, porque elas podem aparecer nas peles negras mais claras.

Por ter tendência à oleosidade, a pele negra precisa de protetor solar específico.

VERDADE. A oleosidade é uma característica da pele negra e pode piorar se for usado um protetor solar pesado e grosso, que obstrua os poros. As melhores alternativas são os protetores solares em gel, gel creme e sérum, que são veículos menos oleosos. Se tiverem toque seco, melhor ainda.

Diferentes tons de pele negra requerem diferentes níveis de FPS

VERDADE. Rachel afirma que quem tem a pele negra mais escura pode usar um filtro solar mais baixo, com FPS 15. Mas os tons mais claros de pele negra precisam do FPS mais alto, de 30 para cima.

(mdemulher)

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
JORNAL DO POVO
7300