Rádios On-line
11559
ALIMENTAÇÃO

Alimentação saudável desde cedo

Escolas devem chamar a responsabilidade e colaborar com o tema

13 JUN 2019 - 10h:07Por Redação

O tema alimentação saudável é mais do que nunca um assunto de preocupação, principalmente, entre crianças e adolescentes.  A má alimentação influencia na saúde física e mental. O consumo de produtos alimentícios industrializados encontrados nas prateleiras dos mercados vem em grande parte suprindo a demanda da rotina familiar, seja pela falta de tempo ou até mesmo pela praticidade. Com isso, os hábitos alimentares são cada vez mais inadequados. Desenvolver hábitos alimentares sadios virou necessidade.

As escolas podem e devem chamar a responsabilidade e colaborar com a cultura da boa alimentação. Pegando carona nessa temática, o Elite Rede de Ensino (Elite Exitus – unidade Três Lagoas) criou o projeto chamado “Alimentação Saudável”, que tem como objetivo explicar o conceito de uma alimentação de qualidade, conscientizar sobre os perigos de uma má alimentação e identificar bons e maus hábitos nas refeições.

Ao longo do projeto, os alunos do Fundamental I e da Educação Infantil trabalham temas como: a importância do leite e seus derivados, a relevância da alimentação para ter uma boa dentição, aprendem a montar a chamada pirâmide alimentar, ou seja, uma alimentação balanceada e saudável e a utilidade dos alimentos - a vitamina C no combate de gripes e resfriados e a vitamina do complexo B que ajuda no sistema nervoso são alguns exemplos.

55% dos adolescentes consomem produtos industrializados regularmente

Dados do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN), apontaram que, em 2017, 55% dos adolescentes, acompanhados pelos serviços de atenção básica do SUS, consumiram produtos industrializados regularmente, como macarrão instantâneo, salgadinho de pacote ou biscoito salgado. Além disso, 42% desses jovens ingeriram hambúrgueres e/ou embutidos, e 43% biscoitos recheados, doces ou guloseimas.

“Sabendo que a escola é um lugar de novas descobertas e entendendo o quão importante é atentar a comunidade escolar sobre esse assunto, elaboramos tal projeto a fim de desenvolver em nossos alunos hábitos alimentares que promovam uma vida mais saudável, levando-os a experimentar diferentes receitas e também apresentar às famílias informações indispensáveis para conscientizá-las da importância de uma boa alimentação regrada e nutritiva para que tenham boa saúde”, destaca a coordenadora do Elite Rede de Ensino, Nathália Ferrari.

Os maus hábitos à mesa têm refletido na saúde e no excesso de peso dos adolescentes. Números da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PENSE) trouxeram que 7,8% dos adolescentes das escolas entre 13 e 17 anos estão obesos, sendo maior entre os meninos (8,3%) do que nas meninas (7,3%). O Sisvan revela que 8,2% dos adolescentes (10 a 19 anos) atendidos na Atenção Básica em 2017 são obesos.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13