Rádios On-line
CRIME!

Apresentador de TV é ameaçado de prisão por crime de racismo

Marcão 'do Povo' chamou a cantora Ludmilla de 'macaca' durante um comentário

19 JAN 2017 - 10h:55Por Valdecir Cremon

O apresentador Marcão "do Povo" teve o contrato rompido com a TV Record de Brasília, na tarde desta quarta-feira (18). O âncora do jornal "Balanço Geral" foi punido pela empresa após chamar a cantora Ludmilla de "macaca", durante a transmissão do quadro de fofoca "Hora da venenosa", na segunda-feira da semana anterior (9).

Nesta quarta-feira, ele foi substituído pelo repórter Dionísio de Freitas, que não comentou o ocorrido. Em nota divulgada à imprensa, a emissora lamentou "os transtornos causados à cantora Ludmilla" e ressaltou que "esse tipo de conduta não está na linha editorial do nosso jornalismo". 

A funkeira se manifestou nas redes sociais e chegou a pedir a prisão do âncora. Pela manhã, mensagens de apoio inundaram as redes sociais, o que levou o termo #ProcessaLudmilla aos assuntos mais comentados do Twitter. 

A funkeira também já processou a apresentadora Val Marchiori por comentários racistas. Durante uma transmissão de Carnaval, a socialite disse que Ludmilla tinha  "cabelo de Bombril".

Veja a nota divulgada pela Record:

A Record TV vem a público lamentar os transtornos causados à cantora Ludmilla, sua família e seus fãs motivados por um comentário feito pelo apresentador Marcão no Balanço Geral DF.

A Emissora repudia qualquer ato dessa natureza e afirma que este tipo de conduta não está na linha editorial de nosso Jornalismo. Por este motivo, a Record TV Brasília optou por rescindir o contrato do apresentador Marcão.

Deixe seu Comentário