Rádios On-line
CABELOS

Como driblar 3 erros que você comete com os fios no inverno

Seu cabelo fica mais suscetível à ação da água quente e do secador? Calma! Com nossas estatégias, ele vai chegar com brilho e maciez no fim da temporada

8 AGO 2017 - 07h:40Por Redação

Inverno é sinônimo de cuidados redobrados com o cabelo — basta o termômetro cair para que ele fique mais ressecado e fragilizado do que nunca! Para piorar o quadro, recorremos a artifícios que, sim, esquentam a alma e facilitam a rotina, mas de-to-nam os fios. Listamos três atitudes que merecem ser cortadas definitivamente das nossas vidas:

Erro 1: Banhos com temperatura nas alturas

Caspa e queda de cabelo são alguns dos efeitos colaterais de quem recorre à água quente para lavar o cabelo. “O hábito pode aumentar a oleosidade do couro cabeludo, o que faz com que os fios se desprendam mais facilmente”, alerta a dermatologista Juliana Viesi, de Curitiba (PR). “Isso sem contar o ressecamento no comprimento e nas pontas”, completa.

O que fazer no lugar

A gente sabe que é difícil, mas que tal dar preferência a banhos mornos? Não ficar muitos dias sem aqueeela lavagem caprichada também pode ser uma boa. “Evita o acúmulo de óleo”, explica Damiê de Villa, coordenador da equipe de dermatologia do Kurotel, em Gramado. Ele é a favor de hidratação frequente, pelo menos uma vez na semana, que recupera a maciez e o brilho perdidos.

Erro 2: Cair no sono de cabelo molhado

Vencer a preguiça e dormir com os fios 100% secos garante aparência saudável e evita com que a temível oleosidade se instale — além de impedir doenças de inverno como resfriados e afins. “Cabelo molhado e abafado pelo travesseiro é um prato cheio para fungos e bactérias”, diz Juliana Viesi. Ela sugere não abrir mão do secador. “A diminuição da umidade relativa do ar faz com que os fios demorem mais para secar naturalmente”, conta ela.

O que fazer no lugar

Quando usado da maneira correta (leia-se, a uma distância de pelo menos 15 cm dos cabelos e jamais com o jato de ar num só lugar por muito tempo), o secador é um grande aliado. Protetor térmico é obrigatório, assim como bom senso com a temperatura do aparelho: quanto mais alta, maior o dano. O segredo é optar pelo meio-termo e ter paciência.

Erro 3: Deixar a hidratação de lado (ou exagerar nos cremes capilares)

Hidratar é importante, mas cuidado com os extremos! “As máscaras não precisam ser aplicadas com mais frequência. Basta encontrar equilíbrio na rotina”, sugere Juliana Viesi. Mais: encontrar a ideal para o seu tipo de cabelo é essencial.

O que fazer no lugar

Uma hidratação profunda por semana é a periodicidade ideal para um tratamento eficaz. “No inverno, produtos mais intensos e gordurosos estão liberados”, atesta Juliana. Produtos à base de óleo de coco, por exemplo, realmente funcionam, desde que aplicados longe do couro cabeludo. Ok?

(mdemulher)

Deixe seu Comentário