Rádios On-line
8503
Preve Objetivo
CARREIRA

Como mudar um rótulo que você ganhou no ambiente de trabalho

É bem difícil mudar a imagem que os outros têm do seu comportamento no trabalho. Mas não impossível e a gente vai te ajudar.

11 SET 2017 - 08h:37Por Redação

Sua fama é de: fofoqueira

E você age…

Ih, se a carapuça serviu, é sinal de que não consegue guardar segredos nem ser discreta.

Isso não é bom, pois…

Existem prazos para as empresas divulgarem informações. E dar com a língua nos dentes antes da hora pode causar um problemão. Sabe aquela pequena fofoca sobre a chegada de um novo colega que achou inofensiva? Pode não ser.

O que mudar

Esse comportamento pode afetar a confança que seus colegas têm em você. “A desconfança impacta de uma maneira forte a carreira”, diz a especialista em carreira Renata Magliocca, da Cia de Talentos. Em vez de trazer as pessoas para perto, essa atitude as afasta por gerar um medo de que você vai espalhar assuntos delas.

Vale manter

Para ter tantas informações na manga, ou você é muito intuitiva ou bem relacionada — se for o segundo, deve ter um bom network. O que são características boas para um profssional. “Mas é preciso escolher com quem vai falar — e a forma”, diz a psicóloga e coach empresarial Cristiane Moraes Pertusi, de São Paulo. Gerencie as informações e, antes de espalhar algo, veja se realmente vale o esforço de divulgar o que descobriu.

Sua fama é de: implicante

E você age…

Não dá para negar que você é dona de uma postura detalhista. É só chamá-la para uma reunião de negócios que já começa a apontar todos os riscos, possíveis falhas e como seria interessante pensar melhor antes de tomar uma decisão onde ninguém tem 100% de certeza de que dará certo.

Isso não é bom, pois…

Atualmente, as decisões são tomadas cada vez de forma mais rápida. E se você decidir viver na defensiva vai se complicar. Por sempre estar com o pé atrás na hora de bater o martelo, pode até passar uma imagem de insegura. “Esse comportamento geralmente atrasa a necessidade de inovação da empresa”, diz Renata.

O que mudar

Pense melhor na maneira como vai abordar um problema com os colegas de trabalho. Em vez de dizer “Essa atitude não pode ser tomada”, experimente expor as situações de forma mais sutil e diga algo como “Dá pra fazer, sim, mas é preciso prestar atenção no detalhe x…” Não deixe que essa sua característica a paralise.

Vale manter

Você tem uma grande capacidade analítica, de ver riscos, observar dados, e faz questão da qualidade do trabalho que será entregue. Siga mantendo esse jeito.

Sua fama é de: séria

E você age…

Sempre parece que está de mal com a vida. A atitude sisuda causa até receio nos colegas que precisam se aproximar de você.

Isso não é bom, pois…

Conhecer pessoas, trocar ideias, saber conversar e conviver bem é primordial para desenvolver um bom networking. “Esse profissional é geralmente muito bom no que faz, mas a gente não se sustenta na carreira só entregando resultados. Precisamos ser bons em relacionamentos”, diz Renata. Afinal, você pode precisar de uma indicação de um amigo. Não quer que ele diga “Ela faz tudo, mas está sempre de cara fechada”, né?

O que mudar

Fique atenta, principalmente em qual mensagem sua linguagem corporal está passando para quem a cerca. “Pode ser que ela esteja afastando as pessoas”, diz Renata. Dar bom-dia com um sorriso no rosto, rir das piadas nas reuniões e tentar relaxar quando estiver com um grupo de colegas de trabalho já pode ajudar a mudar a imagem que as pessoas têm de você.

Vale manter

“Esse profissional tem firmeza de atitude”, diz Cristiane. Uma pessoa séria é capaz de bancar ações pouco populares, pois analisará muito bem a situação antes de chegar a uma conclusão.

Sua fama é de: briguenta

E você age…

Com você é “bateu, levou”. Sem falar na maneira como defende suas opiniões: com a maior força e determinação do mundo. Enquanto acha que está deixando claro seu ponto de vista, para os outros passa a imagem de mal-educada.

Isso não é bom, pois…

Nem adianta pensar que “só estava sendo objetiva”. “O briguento passa uma imagem negativa como profissional, pode ser visto como uma pessoa arcaica, inflexível e isolado do grupo”, diz Cristiane. Dentro do ambiente profissional, as pessoas evitam conflitos, e, quando acha que tudo é sempre sobre você, demonstra que claramente não sabe escutar o que o outro está dizendo.

O que mudar

É preciso melhorar sua comunicação, tanto falando quanto ouvindo. “Tente olhar para a situação do lado de fora, como se alguém tivesse gravado suas interações. Assim vai perceber que tem coisas que pode mudar e outras para deixar de lado”, diz o neuropsicólogo Eduardo Shinyashiki, mestre em liderança educadora, de São Paulo.

Vale manter

Seu lado convicto para defender suas opiniões. “Essa pessoa não desmorona, não fica paralisada e consegue lidar com cenários difíceis”, diz Renata.

Sua fama é de: apressadinha

E você age…

Correndo contra o relógio — até quando não existe um prazo apertado para entregar um trabalho. E, na ânsia de fazer tudo antes e ganhar tempo com as etapas, acaba pulando fases valiosas da preparação. Aí fica difícil evitar um trabalho que, às vezes, não apresente algum erro.

Isso não é bom, pois…

Sua vida é um eterno retrabalho. “Como esse profissional quer resultado, ele se esquece de olhar os detalhes”, diz Cristiane. E, claro, com isso, pula etapas, se esquece de falar com pessoas importantes… Como esse comportamento é constante, as pessoas que vivem ao seu lado ficam cada vez mais receosas sobre o que esperar das suas entregas. Adeus, credibilidade!

O que mudar

Você precisa criar uma rotina para as suas entregas. Anote antes o que precisa fazer para ter certeza de que checou todos os detalhes possíveis. Dessa forma, a qualidade de seu trabalho aumenta. “É preciso entender que o tempo é importante, mas a qualidade também. Foque no conteúdo, na revisão, no envolvimento das pessoas certas e analise os riscos”, diz Renata. Pode ser com a boa e velha agenda, um planner ou um aplicativo (tente baixar o Trello, grátis para iOS e Android).

Vale manter

O senso de urgência pode continuar ao seu lado. Você é uma ótima agilizadora de processos.

Sua fama é de: faz-tudo

E você age…

Pode apostar: não tem nada que alguém peça, diga ou sugira a você que ache que não consiga resolver.

Isso não é bom, pois…

“Esse comportamento está relacionado a centralização e falta de confiança de que o outro pode realizar uma atividade tão bem quando você”, diz a psicóloga Joseane Freitas, diretora de Pesquisa & Desenvolvimento na Perfix, consultoria de gestão de pessoas. Quando você está sobrecarregada de tarefas, não consegue entregar resultados excelentes. E com entregas mais ou menos sua imagem de boa profissional fica prejudicada.

É melhor mudar

“Quem faz de tudo um pouco não faz nada bem nem deixa uma marca própria. Saber demonstrar o que faz muito bem é importante para a carreira. As pessoas se lembram de você por isso”, diz Renata. Quando você está cheia de pedidos e diz “Poxa, desta vez não consigo porque estou cheia de outras prioridades”, não demonstra desinteresse pelo trabalho e ainda abre oportunidade para que um outro colega seja acionada para desenvolver tal habilidade. Saber delegar é uma virtude.

Vale manter

Sua flexibilidade de se adaptar a novos trabalhos e seu lado colaborativo, que demonstra uma boa capacidade de aprendizado.

Sua fama é de: desligada

E você age…

E-mails? Nunca viu. Notícias? Jamais ouviu falar. Mudanças no escritório? É capaz de jurar que ninguém te comunicou. Deu para entender só com essa pequena explicação porque ganhou o rótulo de cabeça na lua entre a galera?

Isso não é bom, pois…

Você pode ter grandes ideias, ser ótima em se relacionar com as pessoas, mas é incapaz de manter o foco. Com isso, prazos vão por água abaixo, e-mails deixam de ser respondidos e entregas importantes são prejudicadas. Isso dará a você uma fama de desorganizada. “E ainda pouca credibilidade. As pessoas acham que não podem contar com esse tipo de profissional”, diz Cristiane.

O que mudar

Para virar esse jogo, uma dica é criar um sistema no qual consiga focar de alguma forma. “Esse profissional tem que estar mais atento ao que está acontecendo ao redor, além das demandas da própria cabeça”, diz Renata. Faça o seguinte: quando estiver fora do escritório, coloque um alarme no celular que a ajude a se lembrar de checar os e-mails e o grupo do WhatsApp do trabalho. Assim, sempre estará informada.

Vale manter

Seu lado criativo. Por passar bastante tempo viajando, você costuma ter boas ideias.

(mdemulher)

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864