Rádios On-line
PRECONCEITO

Homofobia mata um brasileiro a cada 19 horas no país

Levantamento realizado pelo Grupo Gay da Bahia (GGB) registrou 445 mortes de LGBTQs no Brasil.

26 JAN 2018 - 08h:05Por Redação

Você já deve ter ouvido a seguinte frase: “Não existe homofobia no Brasil!”. É, como já sabíamos existe sim e é algo alarmante. Segundo o Grupo Gay da Bahia (GGB), em 2017, 445 pessoas da comunidade LGBTQ foram mortas. Esse número indica que aconteceu uma vítima a cada 19 horas.

Essa é a maior taxa levantada pela organização, que contabilizou um aumento de 30% em relação a 2016, que teve 343 casos. Entre os casos apurados no último ano, 194 eram gays, 191 eram trans, 43 lésbicas e 5 bissexuais. “Tais números alarmantes são apenas a ponta de um iceberg de violência e sangue, pois não havendo estatísticas governamentais sobre crimes de ódio, tais mortes são sempre subnotificadas já que o banco de dados do GGB se baseia em notícias publicadas na mídia, internet e informações pessoais”, disse Luiz Mott, fundador do GGB, à Agência Brasil.

56% os crimes contra a comunidade LGBTQ aconteceram em vias públicas, como ruas e parques, e 37% dentro da própria casa da vítima. São Paulo foi o estado com o maior número de mortes, com 59 casos, seguido por Minas Gerais, com 43, Bahia, com 35, Ceará, com 30, e Rio de Janeiro com 29 casos.

(mdemulher)

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13