Rádios On-line
MODA

Kim Jones deixa o masculino da Louis Vuitton

O designer famoso por suas colaborações incríveis com outras marcas dá adeus ao cargo depois de sete anos.

18 JAN 2018 - 06h:00Por Redação

Mais dança das cadeiras no mundo da moda, depois da dolorida saída de Phoebe Philo da Céline, agora é Kim Jones que dá adeus à direção criativa da linha masculina da Louis Vuitton. O celebrado designer passou sete anos no cargo e, em seu tempo por lá, catapultou a versão “para meninos” da marca francesa. Principalmente, por meio de colaborações como a que fechou com a Supreme e causou um rebuliço no mundo da moda — uma vez que a grife de streetwear já foi processada antigamente pela própria Vuitton por usar seu monograma sem autorização.

Além disso, seu trabalho é reconhecido por conseguir unir o sportswear — característica mais evidente da moda contemporânea — aos códigos de luxo de uma etiqueta como a qual trabalhava, sempre focada em acessórios de couro e alfaiataria modernizada. Seus looks eram leves, fáceis de usar, extremamente bem acabados — como pede a cartilha da grife — e, sem dúvida, carregavam consigo um perfume de modernidade.

Rumores dão conta de que sua saída acontece para que ele seja contratado pela Burberry. A tradicional label britânica está sem ninguém na posição de diretor criativo geral no momento, uma vez que Christopher Bailey já não trabalha mais lá. O boato é de que Phoebe assuma o feminino, Kim fique com o masculino e que Virgil Abloh da Off-White — que já foi cotado para a Givenchy anteriormente, mas perdeu para Clare Waight Keller (ex-Chloé) — fique com o posto que Jones deixa para trás da Louis Vuitton. Acompanharemos de perto os próximos capítulos dessa novela fashion.

(mdemulher)

Deixe seu Comentário