Rádios On-line
MODA

O fabuloso mundo do estilista da Gucci

Investigamos o Instagram de Alessandro Michele, estilista da Gucci, e deciframos as obras de arte que estão entre suas referências criativas.

29 DEZ 2017 - 09h:23Por Redação

A pintora Helen Downie, conhecida por sua conta @unskilledworker no Insta, foi contratada pela Gucci para pintar imagens que remetem aos looks da marca. A colaboração foi crescendo, até que rolou um movimento estilo “inception”. As pinturas de pessoas usando Gucci viraram estampas de uma coleção-cápsula da label. As imagens variam entre looks solo, duplas e famílias com seus filhos e bichinhos, sempre carregadas nas cores e nos detalhes e com certo ar kitsch.

PUNK MONSTER

gucci_insta

O Martírio de São Jerônimo (1512-15), do holandês Joachim Patinir, é outra das obras recentes postadas por Michele. Ele escolheu destacar uma parte lateral do tríptico, feito para um altar, que destaca santo Antão – personagem que abandonou todos os seus bens para viver em contemplação no deserto, cercado de monstros. Um deles é pintado como um misto de pássaro e ser humano com uma argola no bico. Essas criaturas representam tentações, mas o designer, que tem grande interesse por bijoux e joias, parece ter se concentrado no aspecto inusitado do acessório.

JOVENS SANTAS

Gucci

A iconografia e os símbolos cristãos estão entre as referências do estilista. Recentemente ele postou o quadro alemão O Martírio de Santa Bárbara (c. 1510), de Lucas Cranach, o Velho. A santa aparece impávida e sem medo, prestes a ter a cabeça cortada. Conta-se que, perseguida por sua fé, ela foi atacada de várias maneiras, mas seu corpo se regenerava por milagre. Figuras corajosas em histórias tristes e violentas, as jovens santas podem ser lidas pelo seu valor de resistência, mais do que pelo aspecto da religião – interpretação usada por Alessandro em suas peças.

VALOR DA HERANÇA

Gucci

A obra Christ Blessing, Surrounded by a Donor Family foi feita entre 1573-82 no norte da Alemanha por um pintor desconhecido. O quadro é um tríptico pintado em óleo e ouro sobre tela, que mostra Jesus abençoando uma família protestante burguesa. Alessandro destacou uma figura infantil, provavelmente um dos filhos do patriarca doador. A criança usa gola com rufo engomado (sinal de limpeza e riqueza) e, como os demais, olha diretamente para o observador. Essa figura do herdeiro, do jovem vestido com roupas “de família”, e o conceito de herança são constantes nas coleções desde que ele assumiu a Gucci.

(mdemulher)

Deixe seu Comentário