Rádios On-line
8504
Prefeitura PROREME 10 a 3011

O reencontro de DiCaprio e Winslet

Além dos interpretes, "Titanic" e "Apenas um Sonho" têm pouco em comum

20 DEZ 2008 - 10h:27Por Redação

Kate Winslet e Leonardo DiCaprio esperaram 11 anos para atuar em um mesmo filme após o sucesso de "Titanic", uma experiência que lembraram com uma dose de humor durante as gravações de "Apenas um Sonho", longa-metragem que os coloca novamente juntos nas telas do cinema.

"Em um determinado momento, brincamos ao lembrar nossas atuações em Titanic. Alguém colocou a música do filme e Kate e eu recriamos a cena da proa do navio", disse DiCaprio em entrevista em Nova York, onde explicou como foi seu reencontro com a atriz britânica.

O ator de "Os Infiltrados" e "Diamante de Sangue" afirmou, rindo, que, durante a gravação de "Apenas um Sonho" foi "inevitável" relembrar, "de uma maneira ou de outra", a produção de James Cameron que rendeu ao casal o sucesso mundial em 1997.

"Esse momento com a música foi como uma piada entre nós e a verdade é que rimos muito junto com toda a equipe", explicou DiCaprio, que disse dever muito a "Titanic", um filme que foi "uma oportunidade incrível" em sua carreira e que lhe deu a chance de conhecer Kate.

Segundo o astro, desde que trabalharam em "um filme tão difícil de fazer" como "Titanic", os dois mantiveram "uma grande amizade", mas não encontraram "o projeto adequado" para que suas carreiras voltassem a se cruzar, algo que foi solucionado pelo marido de Kate, o diretor Sam Mendes, graças a "Apenas um Sonho".

"Nós dois sabíamos que tínhamos que encontrar um projeto especial para trabalharmos juntos de novo. Não queríamos explorar o mesmo território e buscamos um projeto único, bem escrito, com os elementos corretos", explicou o ator sobre a adaptação do romance de Richard Yates.

Além dos interpretes, "Titanic" e "Apenas um Sonho" têm pouco em comum. Nesse novo encontro cinematográfico, os atores deixam de ser um casal de amantes em meio a uma tragédia e encarnam uma dupla desmotivada com a vida durante a época de desilusão que se seguiu à Segunda Guerra Mundial nos EUA.

"A experiência com este novo filme foi muito diferente da de Titanic e os personagens de Apenas um sonho são muito diferentes de Jack e Rose", explicou Kate, uma forte candidata ao Oscar por seu papel de uma dona de casa que vive uma vida que não é a que deseja.

Segundo a estrela, a quem DiCaprio define como "a melhor atriz de sua geração", foi "um sonho realizado" que seu marido dirigisse o filme e que seu colega de elenco fosse o ator americano, embora, para ela, essa experiência também tenha sido desafiadora.

"Tínhamos que ter cuidado. Era a primeira vez em que trabalhava sob as ordens de Sam e a primeira vez em dez anos em que protagonizava um filme com Leo", disse a atriz, que, com apenas 33 anos, já recebeu cinco indicações ao Oscar.

Embora, para Kate, seja difícil de acreditar que tudo tenha saído "tão bem" em um filme "difícil, no qual os personagens dizem coisas tão dilaceradoras", ela reconhece que a experiência foi positiva e lhe permitiu conhecer DiCaprio "de uma maneira mais profunda como ator e como pessoa".

"Nossa amizade" e união foram positivas na hora de trabalhar, porque a gente sabe que pode "andar por regiões muito profundas com essa pessoa, já que tem uma confiança tremenda nela e sabe onde estão os limites", lembrou DiCaprio sobre as "difíceis cenas" que teve que gravar com Kate neste novo projeto.

Entre essas cenas, a atriz destaca as de amor, já que achou "estranho" gravar na cama com DiCaprio enquanto o marido os dirigia.

"Tudo era estranho, mas devo reconhecer" que tudo se saiu bem e "gravamos muito rápido. O Leo estava tranqüilo e Sam não tinha nenhum problema", portanto, nada deu errado, explicou a atriz, que elogiou "a confiança e o respeito mútuo" que compartilha com DiCaprio.

"Apenas um sonho" estréia nos Estados Unidos em 26 de dezembro e somente em 30 de janeiro no Brasil.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864