Rádios On-line

Os tapetes são apontamentos de grande importância em um espaço

Escolha do tapete pede tanta reflexão quanto a escolha do mobiliário

16 ABR 2013 - 09h:24Por Redação

Os tapetes são um elemento decorativo de muita importância em um espaço. Eles não só permitem completar uma decoração, como tornam um espaço mais acolhedor e aconchegante. São vários os pontos a levar em consideração na escolha de um tapete, desde o tamanho certo, ao formato e à cor. Um tapete não adequado é o suficiente para arruinar uma decoração. Pode não parecer, mas uma boa escolha exige tanta reflexão quanto a do mobiliário.

O tapete é o último elemento a ser adquirido, pois é o elemento que irá dar o toque final à decoração. Assim, é imprescindível que seja apenas adquirido quando todo o resto estiver definido, para que possa surtir o efeito conveniente e esperado.

Ele pode tornar o ambiente mais acolhedor, trazer mais conforto quando o espaço é tendencialmente frio, delimitar espaços, esconder pisos indesejáveis ou até mesmo criar ilusões que tornem um espaço aparentemente maior.

Quanto maior melhor. Não há nada pior do que uma sala, por exemplo, com um tapete pequeno e desproporcional. No entanto, temos que levar em consideração que um tapete não é, por norma, uma peça decorativa barata. Assim, se não houver a possibilidade de comprar um tapete grande, opte sempre pela regra dos 30 centímetros por debaixo do sofá e laterais, no mínimo.

Em relação ao formato, o de tipo retangular é o mais comum. No entanto, o formato do seu tapete deve estar em consonância com o formato do mobiliário. Se este último assumir formas mais retas, o tapete deverá ter um formato retangular. Porém, se o seu mobiliário for mais dinâmico e de formas mais alternativas, então poderá jogar com tapetes com formatos mais arredondados ou com formas geométricas criativas. Conjugar tapetes e mobiliário de diferentes estilos até pode causar um efeito bastante interessante, mas isso deve ser feito com cuidado e de forma ponderada.

A cor dos tapetes deve se harmonizar com a da decoração restante. Os tapetes devem ter pelo menos uma das cores neutras presentes nas paredes ou nos têxteis. Mesmo sabendo que os tapetes claros se sujam mais facilmente, não será uma boa opção colocar um tapete claro num hall de entrada, uma vez que este é um local de regular passagem. No entanto, os tapetes claros têm as suas vantagens, como, por exemplo, criar a ilusão de que um espaço é maior. Um tapete escuro em espaços pequenos pode provocar a sensação de que o espaço é ainda menor do que na realidade.

Segundo o site Complexo Magazine, quando preferir decorar com padrões, tenha atenção com a harmonia que criar. Ou seja, se utilizar um sofá com um padrão floral na sua decoração, então o tapete deverá estar em conformidade com ele, seja em termos de padrões ou cor. Não faz sentido utilizar um padrão floral no sofá e um padrão com formas geométricas redondas no tapete. Isso pode até dar certo, desde que aplicado com cuidado, com um sofá de padrão floral e um tapete às riscas. Tudo depende do bom senso, sem nunca esquecer a regra do equilíbrio e da harmonia. Além disso, a regra da ilusão enquadra-se perfeitamente nos tapetes. Recorrer a um tapete com riscas horizontais vai tornar a sua divisão aparentemente mais larga ou comprida, dependendo da disposição dele.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13