Rádios On-line
7920
BELEZA

Tratamentos pouco invasivos – e eficientes – para o corpo e o rosto

Em muitos casos, esses procedimentos são ainda mais decisivos do que as famosas cirurgias plásticas

10 JUL 2018 - 07h:59Por REDAÇÃO

A cirurgia plástica não é a única alternativa. Antes dela, em muitos casos os médicos recomendam procedimentos menos invasivos ao corpo, e ainda (pasme!) mais eficientes. Confira nossas dicas de procedimentos mais simples e que dão resultado:

Barriga

Quando o assunto é diminuir medidas ou melhorar a aparência da pele, a associação de tecnologias é o que tem se mostrado mais eficaz. “Dificilmente uma pessoa escolherá tratar só gordura localizada, sem amenizar flacidez, por exemplo”, afirma o dermatologista Daniel Dziabas, de São Paulo.

O Total Sculptor, um dos procedimentos recentes, realizado em consultório, une a criolipólise com contraste (tipo mais avançado que produz aumento de temperatura seguido de congelamento) com ultrassom macrofocado (que emite energia de alta intensidade).

Os dois atuam juntos na destruição das células de gordura”, diz o médico. O protocolo inclui também estímulo muscular (por meio de corrente elétrica) e radiofrequência (aquecimento profundo que amplia a produção de colágeno). O efeito depende de cada caso, mas a promessa é que apareça em uma sessão.

Rosto

Existem atualmente diversas tecnologias para reduzir a flacidez e a perda de volume facial, como laser, ultrassom e radiofrequência. Destaca-se, porém, um procedimento pouco invasivo que utiliza fios de sustentação.

Os do Mint Lift são feitos de polidioxanona, material naturalmente absorvido pela pele. Eles são inseridos no rosto por meio de cânulas e, fixados com garrinhas, são capazes de sustentar as estruturas da face”, explica o dermatologista Gustavo Limongi, de São Paulo.

A quantidade de fios pode variar, mas costuma-se usar um ou dois pares. De acordo com o médico, não há contraindicação para o método, que exige apenas anestesia local. Os resultados duram, em média, dois anos. Conheça: Dicas e produtos para acertar no uso de creme para os olhos 

Nariz

Alguns dermatologistas recomendam experimentar a remodelação feita com preenchimento com ácido hialurônico antes de partir para a rinoplastia (cirurgia plástica no nariz). “É uma opção para pequenos ajustes, mas não deve ser considerada para maiores correções ou quando há questões de saúde envolvidas”, alerta a dermatologista Juliana Piquet, do Rio de Janeiro.

Como faria em uma ruga, a substância infla pequenos espaços das camadas internas da pele, oferecendo sustentação. Por isso, só funciona em casos mais simples, como elevar a ponta do nariz.

Diferentemente do procedimento cirúrgico, não requer tempo de recuperação e pode ser realizada em consultório médico, com possibilidade de anestesia local. O efeito lifting dura um ano em média.

Pálpebras

A flacidez não incomoda apenas quando se instala nos contornos da face ou pelo corpo. Nas pálpebras, pode deixar o olhar caído, dando a impressão constante de aparência cansada. Em geral, quem enfrenta o problema acaba optando pela remoção cirúrgica (blefaroplastia), mas a onda dos minimamente invasivos também contempla essa região.

Com ponteira específica, semelhante a uma caneta, o ThermiSmooth aquece a superfície da pele a 45 graus, o que leva à contração do colágeno e à consequente melhora da flacidez”, explica a dermatologista Thais Pepe, de São Paulo. Segundo ela, o procedimento, feito com movimento contínuo, provoca uma leve – e suportável – sensação de calor. São necessárias de três a seis sessões para obter resultados.

(m de mulher)

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
JORNAL DO POVO
7300