Rádios On-line
8936
JORNAL DO POVO MOBILE
SEM FIM

Morto em sítio é a 25ª vítima de violência neste ano em Três Lagoas

Maioria das mortes ocorreu com o uso de armas de fogo, principalmente três feminicídios

1 AGO 2018 - 12h:10Por Valdecir Cremon

A morte do trabalhador rural José Cláudio dos Santos, registrada nesta quarta-feira, 1º de agosto, é a 25ª por violência, em Três Lagoas, neste ano. Entre as vítimas, 11 morreram em acidentes de trânsito e as demais foram assassinadas ou cometeram suicídio após crimes de feminicídio: 3 ao todo, com seis mortos. No mesmo período do ano passado houve 16 crimes violentos na cidade.

Santos, de 39 anos, foi assassinado por um colega de trabalho, possivelmente durante a madrugada, em uma carvoaria perto da divisa de Três Lagoas e Selvíria. O acusado pelo crime, José Antônio Moraes de Oliveira, 10 anos mais velho que a vítima, foi preso pela Polícia Militar quando tentava fugir, em Água Clara.

Uma semana antes, o empresário Marcos Gonçalves de Oliveira assassinou a tiros a esposa Francielli Castilho, de 27 anos, antes de se matar com a mesma arma. Ele – 30 anos mais velho que a vítima – é o terceiro companheiro a assassinar a mulher, em Três Lagoas, neste ano. Os crimes são investigados em um inquérito. Nos dois feminicídios anteriores, os crimes também ocorreram na casa das vítimas.

Houve, ainda, sete mortes em confrontos de suspeitos por diversos crimes com policiais militares. As mais recentes foram de Luiz Felipe Rodigues Alves, de 18 anos e David Gonçalves de Souza, de 17, que morreram baleados após resistirem à abordagem policial, em 24 de julho. Os casos são apurados em um inquérito da Polícia Militar e em investigação da Polícia Civil. 

A polícia ainda investiga a morte de João Manoel da Silva, de 43 anos, morto a tiros dentro de um bar, dia 6 de julho, mas não tem suspeitos. Policiais sabem, apenas, que João Manoel assassinou a machadadas Domingos Pereira da Silva, na época com 56 anos, em abril de 2016.

No trânsito, a morte mais recente foi a do mecânico de máquinas florestais Luiz Fernando Costa da Silva, de 37 anos. Ele bateu a moto que pilotava de frente com outro motociclista, no dia 12 de julho, e morreu 14 dias depois. No ano, 11 pessoas morreram em acidentes de trânsito na cidade. (Colaboraram André Barbosa e Ana Cristina Santos)

Deixe seu Comentário

Pantanal Mobile

TVC Canal 13

TVC