Rádios On-line
8650
Prefeitura Animais Peçonhentos
VILA HARO

Suspeito de matar mulher liga para ex-sogra: ‘Deus mandou pedir perdão’

Crime ocorreu no bairro Vila Haro, em Três Lagoas

14 JUL 2017 - 07h:20Por Kelly Martins

O pedreiro Allan César Santos Morais, que foi preso suspeito de matar a ex-mulher Hevelyn de Abreu Xavier, pediu perdão à família da vítima e disse que o crime foi cometido em um momento de “bobeira”. Segundo a Polícia Civil, o homem matou a vítima asfixiada por ciúmes e não aceitava o fim do relacionamento.  O crime ocorreu na residência da jovem, de 24 anos, em 25 de junho deste ano, no bairro Vila Haro, em Três Lagoas.  

“Ele disse que está arrependido e que Deus falou para ele me ligar e pedir perdão. Que se pudesse trazer ela de volta ele traria e que não pensou. Ficou com raiva, ódio, ciúmes. Disse que era para eu perdoá-lo, pois, segundo ele, não era para ter feito isso com a minha filha [Hevelyn] e, sim, com outro jovem. Mas, ao mesmo tempo me pede perdão e fala em fazer maldade a outra pessoa?”, indagou a dona de casa Katia Catiane  Xavier, de 42 anos, ex-sogra do suspeito.

Ela contou à equipe de reportagem que recebeu a ligação de Allan, na quarta-feira (12). O suspeito está preso no presídio da Gameleira de Belo Horizonte (MG) após tentar fugir e ser encontrado pela Polícia Civil na terça-feira (11). Ele deverá ser transferido para Três Lagoas, de acordo com a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), que obteve na Justiça mandado de prisão preventiva contra ele.

Suspeito foi preso em Belo Horizonte após fugir de Três Lagoas. Foto: Divulgação/Polícia Civil

Katia relata que ficou assustada e está aterrorizada com a ligação. Isso porque Allan estava calmo e frio, conforme ela, e começou a explicar o que teria levado ele a cometer o crime.  “Porque ele não pediu perdão enquanto estava na rua, solto? Porque só fez isso depois que foi preso, achando que está seguro? Agora ele liga friamente conversando comigo como se nada tivesse ocorrido, me mandando procurar um recurso para conseguir sustentar as minhas netas. No telefone ele estava um gelo e ainda disse que ficaria uns 15 anos na prisão”, relatou.

Allan teve três filhos com Hevelyn e estavam juntos há mais de cinco anos. Conforme investigações, o suspeito tentava reatar o relacionamento com a vítima e já a teria agredido. Também chegou a fazer ameaças de morte, caso ela não retomasse o relacionamento com ele.

Prisão

Allan enviou um áudio para um amigo confessando que matou a mulher, logo após ter praticado o homicídio. Em seguida fugiu. Alan César foi até uma igreja evangélica, em Belo Horizonte. Lá, ele teria confessado aos integrantes de um programa social desenvolvido pela igreja que praticou o homicídio. Alan César teria declarado ainda que estava arrependido do crime e que queria se entregar.

Após isso, os advogados da igreja entraram em contato com a DEAM de Três Lagoas. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Belo Horizonte então foi avisado pela delegada titular da DEAM, Letícia Móbis, sobre o mandado de prisão expedido pela Justiça Criminal de Três Lagoas.

 

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864